O Meu Pé de Laranja Lima - José Mauro de Vasconcelos
Zezé é um menino como muitos outros que vemos no mundo. Um capetinha típico de interior; gosta de aprontar, prender fio com latas no rabo do gato, soltar bombinha para assustar as pessoas e diversas outras travessuras que costumamos ouvir de pais, avó e parentes mais velhos, principalmente se eles não moraram em cidade grande.

O problema é que o fato do Zezé ser tão ativo, e também gostar de aprontar, faz com que ninguém goste dele e o faz conviver com adultos falando que ele tem o demônio no corpo, que nunca tomará jeito e diversas outras coisas que fazem com que ele fique cada vez mais deprimido, pois mesmo quando ele tenta se manter comportado, parece que o mundo conspira para que tudo em sua vida dê errado.

Apesar de muitos pensarem que esse livro é para crianças, muitas delas podem não entender e até ter cenas um pouco fortes, já que até pessoas adolescentes e adultas acabam chorando com as cenas onde o Zezé tenta com todas as forças ser aceito pelo mundo e também manter sempre o seu pé de laranja lima por perto.

Aliás, é incrível como um simples pé de laranja lima pode ter tanta importância na imaginação de uma criança. É graças à ele que o Zezé consegue melhorar em diversos aspectos, conseguir apoio e alguém com quem conversar, mas que não passa a mão (ou seria galho) na cabeça dele, ao contrário, lhe orienta sobre o seu comportamento.

Outro personagem de extrema importância para a dinâmica da trama é o Português, um adulto que se envolve com o Zezé, no começo podemos achar estranho o comportamento dele, já que dá caronas e vive paparicando o menino, mas no final percebemos que a amizade entre os dois é uma das mais puras que poderia existir.

O livro nos faz ver a vida e o mundo de outro modo, demonstrando que nunca devemos perder a simplicidade e aproveitar as coisas pequenas que acontecem em nosso dia-a-dia. Uma história emocionante que nos faz refletir.


2 comentários:

  1. Esse livro tem algumas coisas que me incomodaram, mas é um livro muito lindo e emocionante. É um dos meus preferidos.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que te incomodou Glaucea? Fiquei bem curiosa.

      Beijos

      Excluir